É o meu primeiro evento com mesa/stand. E agora?

Estava pensando aqui em escrever um artigo no site para cobrir a falta de podcast nessa semana e lembrei de um tópico que é sempre interessante discutir: Como se preparar para um evento de quadrinhos. Se você pesquisar isso no Google não vai achar nada muito específico, então aqui vai uma série de dicas e conselhos de experiência própria para quem interesse no assunto.

Meu primeiro evento como artista foi em Campinas/SP, no AGE de setembro de 2013, logo após ter recebido os livros impressos d’O Pedreiro. Ganhei um estande gratuito ao lado do Carlos Ruas do Um Sábado Qualquer, que já era amigo pessoal desde o FIQ 2011, e tentei a sorte. Foi legal, vendi para alguns amigos e outros perdidos, mas nada muito agitado. Logo depois desse já foi o meu primeiro FIQ com estande e acredito que o primeiro de muita gente que estava comigo também, já que a galera unida no estande Webcomics In Da House era na sua maioria um monte de novatos em quadrinhos fora da internet. Tivemos uma série de erros e acertos que desde então viemos tentando corrigir e melhorar, individualmente e como equipe.

1 – Equipe

É importante ter uma equipe organizada e unida, que trabalhe em conjunto e divida as tarefas. Se você está sozinho na mesa ou estande tem que se organizar por dois: o artista e o vendedor, pois fará os dois trabalhos durante todo o dia (ou dias). No FIQ 2013 a nossa equipe era enorme, e além dos artistas ainda tínhamos alguns agregados essenciais que nos salvaram do colapso na parte das vendas. Mesmo sendo vantagem ter mais gente para dividir o trabalho e alternar turnos, existe um limiar que, se ultrapassado, pode ser pior do que uma equipe desfalcada. Em um estande, por exemplo, ter até duas pessoas para abordar e atender o público e até duas pessoas para cuidar dos pagamentos é um número bom, o resto pode ficar um pouco afastado para autografar e supervisionar. Muito mais do que isso já começa a complicar, com situações como pessoas vendendo apenas seu trabalho ou atrapalhando os clientes de olharem os produtos.

2 – Produtos

Quadrinhos independente é lindo para quem gosta, mas o público em geral quer saber de Marvel, DC, desenhos da Cartoon Network e outras coisas da cultura pop que já estão mais no circuito mainstream. Se tem uma coisa que aprendi é que um pôster que faça uma mínima referência a algo mais famoso já chama a atenção para o seu material pessoal. Sim, em vários eventos a venda de produtos relacionados a marcas com copyright são absolutamente proibidas, mas aquela paródia bem feita sempre estará livre de ataques.

Outra coisa é a diversidade. Em um estande, ter produtos bem variados ajuda bastante na hora de atrair a multidão para dentro e para continuar lá “fuçando”. Não lembro exatamente quantos, mas no FIQ 2013 nós tínhamos quase 30 produtos diferentes só na categoria de quadrinhos. Algumas coisas ficaram em consignação, que é um problema e não recomendo fazer, mas no geral eram coisas de boa qualidade da nossa grande equipe. Agora, falando em mesa, digo que ter quadrinhos muito diferentes pode até ser interessante, pois vai chamar a atenção dos dois lados de gostos pessoais do público, mas vender um fanzine manufaturado preto e branco ao lado de uma HQ capa dura é um suicídio mercantil. Se não no tema, tente pelo menos manter um equilíbrio na qualidade dos produtos.

3 – Vendas

Tenha máquina de cartão. Já falei que é importante ter máquina de cartão? Pois é, tenha uma máquina de cartão. Em eventos abertos que não se paga ingresso é um caso super comum que as pessoas não levem dinheiro nenhum na carteira e perder vendas com esse público por falta de uma máquina é sempre traumático.

Hoje é possível instalar um aplicativo do PagSeguro que aceita cartão de crédito em qualquer smartphone com acesso à internet, então pelo menos esse é uma boa ajuda. Mas aceitar débito vai poupar-lhe menos situações de perda de venda.

Tenha um controle em forma de uma planilha impressa (ou algo semelhante) para anotar tudo que for vendido em cada dia separado, com pelo menos as colunas: Autor, Nome do Item, Qtde. no Estoque, Preço, Qtde. Pago em Dinheiro, Qtde. Pago em Cartão. Ao final do dia, faça a recontagem do estoque e compare com o que está marcado para ter certeza de que tudo foi anotado perfeitamente. Por (larga) experiência própria, digo que sempre vai haver uma pequena diferença, então ter como fazer este check-up depois de fechado o caixa é uma chance de saber de onde veio o dinheiro extra que apareceu ali. Sempre vai rolar uma venda na pressa que ninguém anotou ou que achou que o outro já havia anotado, portanto não se preocupe tanto com isso, mas pelo menos tente evitar sempre anotando logo depois de receber o pagamento.

4 – Contato

Você está lá no evento para vender e mostrar seu trabalho, certo? E que tal fazer uns contatos interessantes? No FIQ 2013 eu fui convidado pelo Raphael Fernandes para integrar a equipe da Revista MAD, criei laços mais fortes de amizades com pessoas que só conversava pela internet, me fiz conhecer para uma série de outros autores e figurões do mercado de quadrinhos.

É uma oportunidade rara de contato com essas pessoas, então é sempre bom aproveitar quando possível. Mesmo que não seja em assuntos profissionais, tomar uma cerveja e trocar uma ideia aleatória pode gerar, além de momentos muito divertidos, reações futuras interessantíssimas, afinal neste mundo de hoje o QI (quem indica) é bastante importante.

O contato com o público também é bastante proveitoso e você pode ouvir a opinião e ver a recepção das pessoas no seu trabalho. Não se ofenda se alguém fizer cara feia ou se ninguém do evento se interessar de verdade pelo que você faz. Use sempre esses momentos como reflexão para tomar atitudes diferentes e trazer coisas novas nas próximas vezes.

Acho que por hoje fico por aqui, o texto já está bem longo. Ainda tem a parte dos itens sagrados do quadrinista com mesa/estande, então pode ser que role mais um post desses da minha parte, ou até mesmo uma colaboração de outro membro do podcast, não sei. O importante é que esse post tenha alguma dica legal e que vocês interajam conosco para perguntar e dar suas opiniões, ok?

Obrigado por lerem!

Até a próxima.

Digo Freitas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta nossa página para receber mais atualizações!